Mercedes-Benz busca manter a dianteira no lendário circuito de Monza

08.09.2019 - 09:09


Automóveis

Neste domingo, 8 de setembro, no tradicional Autódromo de Monza, na Itália, acontece mais uma eletrizante disputa da temporada 2019 da Fórmula 1. No topo da tabela de classificação do campeonato brilham dois pilotos da Mercedes-Benz, o britânico Lewis Hamilton e o finlandês Valterri Bottas, com 268 e 203 pontos,  respectivamente. Tamanho domínio coloca a montadora alemã à frente de todos os seus oponentes também na disputa entre as escuderias, com 145 pontos de vantagem para a segunda colocada, a Ferrari, que por sinal, têm neste circuito a sua casa.

Monza: histórias e campeões

Inaugurada em 3 de setembro de 1922, a pista levou três meses para ser concluída, entre maio e julho. Financiada pelo Milan Automobile Club, o autódromo contou com a força de 3.500 trabalhadores até sua finalização. E tamanho esforço foi recompensado com a disputa do segundo Grande Prêmio da Itália, numa época em que a Fórmula 1 era ainda um sonho. E o primeiro campeão de Monza, para delírio local, foi o italiano Pietro Bondini.

Foto: Grande Prêmio de Monza em 1967
Crédito da foto: desktopimages

Perto de completar 100 anos de história, Monza viu a Fórmula 1 estabelecer-se como a principal categoria do automobilismo mundial, promovendo corridas inesquecíveis, como a disputa inaugural de 1950, vencida pelo piloto da casa, o lendário Giuseppe Farina. No seleto grupo de vencedores destacam-se nomes do quilate de Juan Manuel Fangio (vitorioso em 1953, 1954 e 1955), Stirling Moss (1956, 1957, 1959), Jackie Stewart (1965, 1969), Ronnie Peterson (1972, 1973, 1976), Niki Lauda (1978, 1984), Alain Prost (1981, 1985, 1989), Damon Hill (1993, 1994), Michael Schumacher (1996, 1998, 2000, 2003, 2006), Juan Pablo Montoya (2001, 2005), Fernando Alonso (2007, 2010), Sebastian Vettel (2008, 2011, 2013) e Lewis Hamilton (2012, 2014, 2015, 2017, 2018).

Foto: Lewis Hamilton busca sua nona vitória na temporada
(Crédito da foto: Mercedes-Benz).

Brasileiros no topo

A história do Grande Prêmio de Monza é recheada também de heróis brasileiros, com destaque para quatro pilotos. No total, nossos timoneiros abocanharam nove vitórias, com triunfos de Nelson Piquet em 1983, 1986 e 1987 e de Rubens Barrichello, que cruzou a linha de chegada na dianteira em 2002, 2004 e 2009. Aliás, é de Rubinho o recorde de volta mais rápida, conquistada em 2004. Além deles, a dupla Emerson Fittipaldi (1972) e Ayrton Senna (1990 e 1992), também tiveram o gostinho de escutar o hino nacional no alto do pódio.


Nelson Piquet conquistou sua terceira vitória no GP de Monza em 1987
Crédito da foto: desktopimages

Os números de Monza

Palco da Fórmula 1 há quase 70 anos, o autódromo é o mais rápido do calendário da principal categoria do automobilismo mundial, podendo atingir até 263 km/h. Com grandes retas que proporcionam vários pontos de ultrapassagem, o circuito é o favorito de muitos pilotes e aficionados pelo esporte. Comumente realizada no mês de setembro, a pista conta com 11 curvas, bem distribuídas por 5.793 quilômetros.

Foto: Mercedes-Benz dominou o Grande Prêmio de Monza em 2018, com Hamilton na liderança e Bottas em terceiro
(Crédito: Keith Collantine)

Mundo DVA

Mais que um Portal de Notícias, somos contadores de boas histórias!
Bem-vindo ao mundo DVA.